Ateliê Karol Poerner - Recursos Bíblicos Didáticos

Conheça toda linha de Recursos Bíblicos Didáticos clicando aqui.

domingo, 25 de julho de 2010

LIÇÕES BÍBLICAS PARA CRIANÇAS - SÉRIE: QUEM É DEUS?

Após uma semana sem postar nada por aqui, trago para vocês como já havia dito anteriormente, a nova série de Lições-Bíblicas que estive elaborando sobre Deus para ensinar as crianças.
Fiquei muito feliz, pois desta vez consegui fazer a postagem das lições do próximo mês como uma semana de antecedência. Assim, os irmãos que utilizam os estudos bíblicos que eu posto aqui também terão tempo de preparar materiais para a 1ª lição e depois as seguintes.
Se algum de vocês que acompanha meu blog utiliza as Lições- Bíblicas que eu posto e quiser enviar alguma atividade que tenha feito, ou compartilhar o que o Senhor fez quando cada Lição foi ensinada, fique à vontade para compartilhar.
Antes de terminar quero deixar aqui registrado o meu agradecimento a uma Irmã abençoada que postou alguns materiais que eu havia lhe pedido e que trouxe grande colaboração a este Planejamento, é a Irmã Geórgia Lopes. Quem ainda não conhece o trabalho dela faça uma visita ao seu Multiply http://geolopes.multiply.com/ .
Leiam abaixo Estudos Bíblicos que com certeza hão de abençoar a sua vida e das crianças que lhe foram confiadas por Deus, para transmitir a verdade sobre quem Ele é!
Materiais de apoio para algumas das Lições poderão ser encontradas aqui mesmo no blog, desenhos, sugestões para preparar atividades. Outros estarei postando a partir desta semana.
Deus abençoe!!!
Escola Bíblica Infantil
Planejamento Mensal: AGOSTO/2010
Tema Central: QUEM É DEUS?
TEMA: Deus é o Criador
TEXTO-BÍBLICO: Gênesis 1-2
VERSÍCULO DO DIA: “Pois Deus falou, e o mundo foi criado; Deus deu ordem, e tudo apareceu.” Salmos 33.9
OBJETIVOS DA LIÇÃO: Fortalecer a fé na criação enfatizando Deus como único e verdadeiro Criador.


INTRODUÇÃO Bom dia crianças! (Adapte o cumprimento para o horário em que for trabalhar com as crianças.) Mais um mês está começando e hoje vamos iniciar uma nova série de estudos bíblicos sobre alguém que estamos sempre falando Dele e que é muito poderoso.
Quando falamos o nome de Deus o que vocês pensam, ou se lembram crianças?
Muitas pessoas falam muitas coisas sobre Deus, mas a partir de hoje vamos aprender o que Deus fala sobre Ele mesmo na Sua Palavra, a Bíblia.
Eu trouxe algumas letras que formam uma palavra que nos diz uma das coisas que Deus é, será que vamos conseguir descobrir? (Neste momento apresente as letras que formam a palavra Criador de maneira embaralhada e deixe as crianças darem suas sugestões.) Sim, Criador! A Bíblia nos diz que Deus criou todas as coisas. Deus fez a terra e Ele nos fez também.

DESENVOLVIMENTO Há muito tempo atrás, o mundo não existia como nós o conhecemos hoje. Ele era sem forma, escuro, todo coberto de água e ninguém habitava aqui.
Deus, então decidiu criar um lugar lindo e habitável.
Deus sabia que a luz seria necessária para a vida aqui na terra. Então disse:
— Haja Luz! Deus separou a Luz da Escuridão. Para a luz deu o nome de dia. Para a Escuridão Ele deu o nome de noite. E assim, foi o primeiro dia da Criação.
Deus disse:
— Que haja no meio da água uma divisão para separá-la em duas partes. Assim o Senhor fez, separou a água em duas partes: uma parte ficou do lado de baixo da divisão e a outra parte ficou do lado de cima. Na parte de cima, Deus pôs o nome de céu. Esse foi o segundo dia da Criação.
Deus, então, ordenou que as águas se juntassem a fim de que aparecesse a parte seca. Deus pôs na parte seca o nome de terra e nas águas que haviam se ajuntado Ele pôs o nome de mares.
Depois, o Senhor mandou que a terra produzisse erva verde, as sementes e as árvores que dão fruto. A terra obedeceu e produziu as plantas, as árvores frutíferas, as verduras, os legumes e toda a vegetação que hoje conhecemos, exatamente como Deus havia ordenado. O Senhor ficou satisfeito e viu que era boa a Sua Criação.
No quarto dia, Deus disse que queria dois grandes luminares no céu. O maior para iluminar o dia e o menor para iluminar a noite. Será que vocês podem me dizer quem eram esses dois luminares?
Ah sim! Deus criou o Sol e a Lua.
Para tornar o céu ainda mais bonito durante à noite, Deus o encheu de estrelas brilhantes. Como ficou bonito! Deus ficou muito feliz e viu que era bom.
No quinto dia, Deus criou os seres que vivem nas águas: grandes, pequenos, de todos os tipos, formatos e cores, para habitar os mares. E criou as aves também. Aos peixes deu os rios e mares para habitarem, às aves Ele deu os céus. Deus os abençoou e ordenou que se multiplicassem.
No sexto dia, Deus criou os demais animais, cada um de acordo com a sua espécie: os animais domésticos, os selvagens e os que se arrastam pelo chão. E Deus viu que o que havia feito era bom!
Mas, ainda faltava algo...
Então Deus criou também o homem e a mulher. Deus os abençoou e disse:
— Tenham muitos e muitos filhos; espalhem-se por toda a terra e a dominem. E tenham poder sobre os peixes do mar, sobre as aves que voam no ar e sobre os animais que se arrastam pelo chão. Para vocês se alimentarem, eu lhes dou todas as plantas que produzem sementes e todas as árvores que dão frutas. Pronto! O mundo estava criado. Deus olhou toda a Sua Criação e viu que tudo era muito bom.
No sétimo dia, então, Deus descansou de todo o Seu trabalho.

CONCLUSÃO Como Deus é Poderoso! Ele tem poder para fazer tudo! Teve poder para criar o mundo e tudo o que nele existe. Isso inclui você e eu. Foi o Senhor quem nos criou.
Muitos estudiosos tentam explicar como o mundo foi feito, começou e sempre tentam provar que Deus não é o verdadeiro Criador, mas a verdadeira história da Criação do mundo é esta que aprendemos na Palavra de Deus.
Deus criou os seres humanos parecidos com Ele, diferente das suas demais criações. Os seres humanos receberam o privilégio de ser parecido com o Deus Todo-Poderoso.
Quando o Senhor criou as demais coisas antes do homem, Deus achou tudo bom, mas quando o Senhor fez o homem Deus ficou tão feliz por ter feito alguém parecido com Ele, que pudesse ter amizade com Ele, que achou muito bom!
O homem não veio do macaco não! Ele veio do próprio Senhor Deus!!! Aleluia!

Sugestões para esta Lição *Veja as sugestões de louvores que falam sobre A Criação de Deus e deixe-os tocando enquanto as crianças vão chegando.
1º) Autor da Criação – Cd Crianças Diante do Trono_ vol. 1 / faixa nº 2
2º) Há muito Tempo Atrás – Cd Quem é Jesus?/ faixa nº 4
3°) - Melô Da Criação – Cd Bom é Ser Criança_ Aline Barros/ faixa nº2
*Escolha um deles e escreva a letra do mesmo em uma folha de Papel Pardo com letra de forma para que as crianças entendam o que está escrito.
*Para a introdução da Lição – Bíblica prepare as letras que formam a palavra C-R-I-A-D-O-R. *Você poderá comprar o alfabeto completo em E.V.A em papelarias, ou lojas que vendem artigos de festa. E será utilizado para todas as lições. Você pode deixar as que comprar como molde e riscar as letras em papel cartão, ou comprar o próprio E.V.A para preparar as letras de cada palavra.
*Prepare um cartaz em cartolina, ou mesmo um mini-cartaz em folha A4 com o versículo do dia.
*No final da aula, ou em outro momento que achar conveniente, poderá ser feita a seguinte brincadeira com os pequeninos: Traga giz, desses que se escreve em quadro-negro e risque no chão da sala os números de 1 à 7. Peça as crianças para se espalharem pela sala e diga frases sobre A Criação de Deus, por exemplo: “Deus disse: Haja luz!”. Após cada fala, as crianças terão que se dirigir ao número correspondente ao dia da criação.

TEMA: Deus é Amor
TEXTO-BÍBLICO: Gênesis 3
VERSÍCULO DO DIA: “Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor.”1ª João 4.8
OBJETIVOS DA LIÇÃO: Apresentar aos pequeninos o Plano de Salvação de Deus para a humanidade.


INTRODUÇÃO Olá crianças! Que bom que vocês vieram hoje, pois vamos continuar aprendendo mais um pouco sobre quem Deus é.
Quem está lembrado do que nós aprendemos na semana passada? Aprendemos que o Senhor é o Único Criador.
Depois que Deus criou todo o Universo, a Terra e tudo o que nela existe: mares, vegetação, os animais o Senhor ficou muito feliz e satisfeito.
Mas, será que alguém aqui sabe qual a parte de Sua Criação que Deus mais gostou de ter criado?
Toda Criação era muito especial para o Senhor, mas o que Deus mais gostava e amava em Sua obra eram aqueles que Ele havia feito parecidos com Ele: os seres humanos.

DESENVOLVIMENTO Deus preparou uma casa muito bonita e com tudo o que era necessário para Adão e Eva morarem. Eles moravam em um lindo Jardim chamado Éden.
Lá tinha muitas flores coloridas. O Senhor fez crescer árvores de todas as espécies, frutas de todo tipo e muito deliciosas. Deus também não se esqueceu de fazer passar pelo jardim rios de águas limpinhas e frescas.
No meio do jardim o Senhor colocou duas árvores especiais: a ÁRVORE DA VIDA e também a ÁRVORE DO CONHECIMENTO DO BEM E DO MAL.
E o Senhor deu ao homem a seguinte ordem:
— Você pode comer as frutas de qualquer árvore do jardim, menos da árvore que do conhecimento do bem e do mal. Não coma a fruta dessa árvore; pois, no dia em que você a comer, certamente morrerá. Um dia, porém, o diabo apareceu a Eva em forma de uma serpente, ou cobra, e conversou assim com ela: (Prepare a Máscara da Cobra para fazer a interpretação da serpente falando com Eva enquanto estiver ensinando a Palavra de Deus as Crianças. Leia o que a serpente falou para Eva diretamente da Bíblia.)
— É verdade que Deus mandou que vocês não comessem as frutas de nenhuma árvore do jardim?
A mulher respondeu:
— Podemos comer as frutas de qualquer árvore, menos a fruta da árvore que fica no meio do jardim. Deus nos disse que não devemos comer dessa fruta, nem tocar nela. Se fizermos isso, morreremos. Mas a cobra afirmou:
— Vocês não morrerão coisa nenhuma! Deus disse isso porque sabe que, quando vocês comerem a fruta dessa árvore, os seus olhos se abrirão, e vocês serão como Deus, conhecendo o bem e o mal. Eva queria ter o conhecimento do bem e do mal, só que não sabia que ela iria conhecer o bem e não conseguiria praticá-lo sempre, e iria conhecer o mal e não conseguiria evitá-lo; isso o diabo não lhe disse. O inimigo sempre distorce a verdade para enganar as pessoas.
A mulher viu que a árvore era bonita e que as suas frutas eram boas de comer. Ela acreditou na mentira do diabo e pensou como seria bom ter entendimento. Aí apanhou uma fruta e comeu; e deu ao seu marido, e ele também comeu. Eles caíram no erro de desobedecer a Palavra de Deus. (Muito cuidado quando for ensinar esta lição, diga as crianças que o fruto que Adão e Eva comeram não era uma maçã como muitos livros ilustram. Na hora de preparar o visual não pinte o fruto de vermelho dê a ele uma cor diferente, de preferência uma cor que nenhum fruto que conhecemos tenha.) Nesse momento os olhos dos dois se abriram, e eles perceberam que estavam nus. Então costuraram umas folhas de figueira para usar como roupas.
Naquele mesmo dia, quando soprava o vento suave da tarde, como sempre acontecia, Deus foi ao jardim para conversar com o homem. Mas, quando Adão e Eva ouviram a voz do Senhor Deus, se esconderam Dele, no meio das árvores. Mas o Senhor Deus chamou o homem e perguntou:
— Onde é que você está? O homem respondeu:
— Eu ouvi a tua voz, quando estavas passeando pelo jardim, e fiquei com medo porque estava nu. Por isso me escondi. Aí Deus perguntou:
— E quem foi que lhe disse que você estava nu? Por acaso você comeu a fruta da árvore que eu o proibi de comer? Adão, então, fez uma coisa muito feia: colocou a culpa na mulher, e, depois a mulher colocou a culpa na serpente. Os dois queriam arrumar uma desculpa para a sua desobediência, como muitas vezes nós fazemos.
Na verdade, a serpente foi a causadora de toda aquela desobediência; mas Eva acreditou nela e comeu a fruta porque quis. Adão foi convidado a comer a fruta e aceitou porque quis.
Eles eram culpados, estavam errados, mas na hora do aperto jogaram a culpa nos outros. Eles não reconheceram a culpa, o seu erro. Se você pecar contra Deus deve reconhecer o seu pecado e pedir perdão. Se fizermos alguma coisa errada contra alguém não devemos jogar a culpa nos outros. Isso entristece a Deus.
Deus, então, decidiu castigar a Adão, Eva e a serpente:
Deus falou à serpente que o castigo dela seria rastejar no chão e comer do pó da terra.
Deus disse a Eva que ela iria sentir dores quando fosse ter filhos e o marido teria autoridade sobre ela.
O castigo de Adão seria trabalhar muito para ter o que comer. E isso seria difícil, pois a terra foi amaldiçoada e, por isso, cresceriam espinhos o que dificultaria o seu cultivo. Adão teria que suar, por causa do calor e do trabalho pesado. Além disso, o homem não viveria mais eternamente aqui neste mundo, agora num tempo determinado ele morreria.
A morte, dor e todo tipo de sofrimento tinham entrado no mundo por causa do pecado de desobediência de Adão e Eva.
Apesar de tudo o que havia acontecido Deus amava muito Adão e Eva. Por isso, Deus fez para Adão e Eva roupas de peles de animais.
Então o Senhor disse o seguinte:
— Agora o homem se tornou como um de nós, pois conhece o bem e o mal. Ele não deve comer a fruta da árvore da vida e viver para sempre. Deus expulsou Adão e Eva do jardim pôs os querubins e uma espada de fogo que dava voltas em todas as direções. Deus fez isso para que ninguém chegasse perto da árvore da vida.
Depois que Adão e Eva pecaram, todas as pessoas já nascem com a semente do pecado e acabam desobedecendo a Deus.
Mas, Deus é Amor e por amar tanto a cada um de nós preparou um Plano para trazer os seres humanos novamente para perto Dele. Esse plano muito especial recebeu o nome de Plano de Salvação. No Plano de Salvação, Deus decidiu enviar a este mundo alguém que nunca havia pecado, que era puro e perfeito como Ele. A Bíblia diz que Deus nos ama tanto que enviou o Seu Filho, Jesus Cristo, para morrer em nosso lugar.
Antes de Jesus Cristo morrer lá na cruz e pagar pela culpa de todos nós pecadores, Ele fez a vontade de Deus aqui na Terra: ensinou o que Deus gostaria que nós soubéssemos, curou muitos doentes que acreditavam Nele, salvou aqueles que se arrependiam dos seus pecados e fez sempre o bem.
A Palavra do Senhor nos diz, crianças, que foi para destruir as obras do diabo que Jesus veio. (1ª João 3.8)

CONCLUSÃO
A Bíblia nos diz que Deus nos amou primeiro (1ª João 4.19), antes mesmo de O conhecermos, o Senhor já nos amava.
Para provar o amor que tem por nós Deus enviou Seu Filho Jesus Cristo para morrer lá na cruz e pagar pelos nossos pecados. (Romanos 5.8) Jesus teve de sofrer muito e morrer para nos salvar. E nós? O que precisamos fazer para sermos salvos?
Tudo o que precisamos fazer é acreditar que Jesus morreu em nosso lugar para nos salvar, e está vivo, arrependermos dos nossos pecados, erros e recebermos a Salvação como se fosse um presente que o nosso Pai do Céu nos dá.
A Salvação é um presente maravilhoso que Deus deu aos homens. E essa Salvação não é um resultado do nosso esforço, das nossas boas atitudes, da nossa bondade. Ela é um presente que não merecíamos ganhar.

Sugestões para esta Lição Para a Lição – Bíblica prepare as letras que formam a palavra A-M-O-R.
Para a aula de hoje poderão ser feitos corações em cartolina rosa e vermelha com versículos que falem sobre o amor de Deus para serem colados pela sala antes das crianças chegarem.
Sugiro os louvores DEUS NOS AMOU e POR QUE ME AMOU TANTO ASSIM? do CRIANÇAS DIANTE DO TRONO. Pode ser utilizado o Cd e/ou o DVD QUEM É JESUS? que contém estes louvores. Você pode escolher outro louvor de sua preferência que fale sobre o amor de Deus.
Prepare um cartaz em cartolina, ou mesmo um mini-cartaz em folha A4 com o versículo do dia.
Poderá ser colocado para as crianças assistirem o DVD do Midinho: O Pequeno Missionário – Vol.7_história nº4 O FRUTO PROIBIDO.

TEMA: Deus é Santo
TEXTO-BÍBLICO: Isaías 6.1-8
VERSÍCULO DO DIA: “...: Santo, santo, santo é o Senhor Todo-Poderoso; a sua presença gloriosa enche o mundo inteiro!” Isaías 6.3
OBJETIVOS DA LIÇÃO: Ensinar às crianças que Deus é puro e perfeito. Mostrar que devemos nos esforçar para praticar a Palavra de Deus e sermos santos, como Santo Ele é.

INTRODUÇÃO
(Que tal arrumar a sala de uma forma diferente para a aula de hoje? Arrume as cadeiras em semi-círculo, deixando um espaço à frente onde você irá ensinar a Palavra de Deus e interagir com as crianças, contando com a participação delas enquanto aprendem.)
Glória a Deus por mais este dia! Que bom estarmos aqui reunidos para aprendermos mais do nosso Deus.
Quem aqui já sonhou?
Ah, todos nós sonhamos várias coisas, não é verdade?
Às vezes, sonhamos e quando acordamos nem lembramos o sonho que tivemos.
Quem aqui já teve um sonho muito legal, interessante, que você gostou muito de ter sonhado? (Deixe as crianças de maneira ordenada, contarem suas experiências.) Pois é, na nossa história de hoje vamos ver que alguém teve um tipo de sonho maravilhoso. Que sonho terá sido esse, hein?

DESENVOLVIMENTO Quero apresentar para vocês Isaías. Ele era um servo muito fiel aos olhos de Deus e foi escolhido pelo Senhor para ser profeta.
Alguém aqui sabe o que é um Profeta? (Aguarde respostas.) Profeta era um servo de Deus separado para falar o que Deus queria a todo o povo.
No tempo em que Isaías viveu, havia um rei chamado Uzias. Um dia, o rei Uzias morreu e no ano da morte desse rei Isaías foi à Casa de Deus e lá ele teve uma visão. A visão é como se fosse um sonho. Deus mostrou algo surpreendente a Isaías.
Mas, o que será que Isaías viu na Casa de Deus? Vamos prestar muita atenção, porque ele vai nos contar agora. (Com o fantoche que representa o profeta Isaías na mão dê uma entonação diferente na voz, e conte esta parte da história como se fosse o profeta falando às crianças.)
— Bem crianças, eu vi o Senhor sentado num trono alto e elevado. O seu manto se estendia pelo Templo inteiro,
e em volta Dele estavam anjos, chamados serafins que voavam com suas asas.Eles diziam em voz alta uns para os outros:
— Santo, santo, santo é o SENHOR Todo-Poderoso; a sua presença gloriosa enche o mundo inteiro!
O barulho das vozes dos serafins fez tremer os alicerces do Templo, que foi ficando cheio de fumaça. Era a presença do Senhor.
Deus queria que Isaías O conhecesse, que soubesse que Ele era o verdadeiro Rei, grande, cheio de poder, de honra, de majestade. Era necessário que, Isaías tivesse um encontro com o Senhor, uma experiência entre ele e Deus.
Mas, diante daquela visão tão incrível e maravilhosa: o trono, o Senhor, os serafins, o terremoto e a fumaça ficou desesperado e disse:
— Ai de mim! Estou perdido! Pois os meus lábios são impuros, e moro no meio de um povo que também tem lábios impuros. E com os meus próprios olhos vi o Rei, o SENHOR Todo-Poderoso! Isaías reconheceu seu pecado e o pecado do seu povo. Ele não ficou todo alegre e vaidoso porque havia visto o Senhor. Ao ver o Senhor, Isaías se sentiu pequeno, imperfeito e disse o que sentia. Vendo a perfeição de Deus, de como Ele era puro, Santo, Isías reconheceu que nunca havia usado seus lábios para louvar a Deus como devia.
Sabe crianças, quando fazemos coisas erradas, que são os pecados, eles nos afastam de Deus e nos impede de sermos abençoados. O próprio profeta Isaías ensinou isto, inspirado pelo Senhor em Isaías 59.2. Sabem o que Deus fez para resolver o problema de Isaías?
Mandou um dos serafins voar até ele segurando com um tipo de pinça (tenaz) uma brasa que havia tirado do altar.
Ele tocou na boca de Isaías com a brasa e disse:
— Agora que esta brasa tocou os seus lábios, as suas culpas estão tiradas, e os seus pecados estão perdoados. Crianças, o que acontece quando encostamos numa brasa?
Sim! Nos queimamos!
O fogo serve para limpar purificar. Quando só podemos usar água, que não seja tratada da maneira correta para beber, é necessário ferver esta água para purifica-la de toda sujeira. A água passa pelo fogo para se tornar pura.
Deus quis tornar a boca de Isaías mais pura, mais santa, por isso a tocou com uma brasa viva.
Depois que Isaías teve um encontro com Deus, tendo sido purificado do seu pecado, Deus lhe fez uma pergunta:
— Quem é que Eu vou enviar? Quem será Nosso mensageiro? (“Nosso” diz respeito ao Pai, Filho e o Espírito Santo). Deus queria saber se Isaías estava disposto a ser Seu ajudante, Seu mensageiro, o homem que daria ao povo de Judá os recados do Senhor.
O que vocês acham que Isaías respondeu?
— Aqui estou eu. Envia-me a mim! Isaías estava dizendo: — Eu estou aqui Senhor! Eu posso ser o Seu mensageiro!

CONCLUSÃO
Se tivermos cometido algum tipo de pecado, precisamos pedir a Deus para nos purificar. Ele não vai nos queimar com fogo de verdade, mas irá nos perdoar, nos limpar como o fogo limpa e purifica as coisas.
O desejo de Deus é que sejamos a cada dia mais, parecidos com Ele, assim como era com Adão e Eva antes de terem pecado. (1ª Tessalonicenses 4.3,7) Deus nos chama para sermos santos. (1ª Pedro1.15-16) Sem a Santidade não podemos ver Deus. (Hebreus 12.14)
Sugestões para esta Lição Para a Lição – Bíblica prepare as letras que formam a palavra S-A-N-T-O.
Sugiro que após ensinar a Lição Bíblica, no final da aula, ou no início, no período da Oração e Louvores, cante com as crianças o louvor EU QUERO SER SANTO da cantora Eyshila do Cd TERREMOTO. Pode ser utilizada a mesma sugestão de se preparar um cartaz em Papel Pardo com a letra da música para que as crianças que não o conhecem aprendam.
Acompanhe a letra deste louvor:
Prepare um cartaz em cartolina, ou mesmo um mini-cartaz em folha A4 com o versículo do dia.

TEMA: Deus é Perdoador
TEXTO-BÍBLICO: Lucas 15.1-2,11-32
VERSÍCULO DO DIA: “Ó Senhor, tu és bom e perdoador e tens muito amor por todos os que oram a Ti.” Salmo 86.5
OBJETIVOS DA LIÇÃO: Ensinar que quando nos arrependemos sinceramente dos nossos pecados o Senhor é fiel para nos perdoar.

INTRODUÇÃO Quantas coisas importantes já aprendemos neste mês sobre Deus.
Quem se lembra o que já aprendemos que Deus é? (Aguarde respostas das crianças.) Já aprendemos que Deus é o Criador, Amor e Santo.
Vamos agora prestar muita atenção para saber o que mais Deus é, pois no final da história vocês terão de descobrir mais uma qualidade importante do Senhor.

DESENVOLVIMENTO
Certo dia, Jesus querendo ensinar uma lição muito especial sobre Deus, a várias pessoas que cometiam muitos pecados, contou a história do Filho *Esbanjador (Se dissermos a palavra “pródigo” às crianças com certeza sentirão dificuldade em compreender tal palavra, por isso vamos utilizar um sinônimo) : Um homem tinha dois filhos.
Certo dia o mais moço disse ao pai:
— Pai, quero que o senhor me dê agora a minha parte da herança. E o pai repartiu os bens entre os dois.
Poucos dias depois, o filho mais moço ajuntou tudo o que era seu e partiu para um país que ficava muito longe. Ali viveu uma vida cheia de pecado e desperdiçou tudo o que tinha.
O rapaz já havia gastado tudo, quando houve uma grande fome naquele país, e ele começou a passar necessidade.
Então procurou um dos moradores daquela terra e pediu ajuda. Este o mandou para a sua fazenda a fim de tratar dos porcos. Ali, com fome, ele tinha vontade de comer o que os porcos comiam, mas ninguém lhe dava nada.
Caindo em si, ele pensou:
“Quantos trabalhadores do meu pai têm comida de sobra, e eu estou aqui morrendo de fome! Vou voltar para a casa do meu pai e dizer: ‘Pai, pequei contra Deus e contra o senhor e não mereço mais ser chamado de seu filho. Me aceite como um dos seus trabalhadores.’ ” Então saiu dali e voltou para a casa do pai. Quando o rapaz ainda estava longe de casa, o pai o avistou. E, com muita pena do filho, correu, e o abraçou, e beijou.
E o filho disse:
— Pai, pequei contra Deus e contra o senhor e não mereço mais ser chamado de seu filho! Mas o pai ordenou aos empregados:
— Depressa! Tragam a melhor roupa e vistam nele. Ponham um anel no dedo dele e sandálias nos seus pés. Também tragam e matem o bezerro gordo. Vamos começar a festejar porque este meu filho estava morto e viveu de novo; estava perdido e foi achado. E começaram a festa.
Enquanto isso, o filho mais velho estava no campo. Quando ele voltou e chegou perto da casa, ouviu a música e o barulho da dança. Então chamou um empregado e perguntou:
—O que é que está acontecendo? O empregado respondeu:
— O seu irmão voltou para casa vivo e com saúde. Por isso o seu pai mandou matar o bezerro gordo. O filho mais velho ficou zangado e não quis entrar. Então o pai veio para fora e insistiu com ele para que entrasse.
Mas ele respondeu:
— Faz tantos anos que trabalho como um escravo para o senhor e nunca desobedeci a uma ordem sua. Mesmo assim o senhor nunca me deu nem ao menos um cabrito para eu fazer uma festa com os meus amigos. Porém esse seu filho desperdiçou tudo o que era do senhor, gastando todo seu dinheiro. E agora ele volta, e o senhor manda matar o bezerro gordo! Então o pai respondeu:
— Meu filho, você está sempre comigo, e tudo o que é meu é seu. Mas era preciso fazer esta festa para mostrar a nossa alegria. Pois este seu irmão estava morto e viveu de novo; estava perdido e foi achado.
CONCLUSÃO Jesus contou a história do Filho Esbanjador para nos ensinar mais uma das qualidades do nosso Deus. (Neste momento apresente as letras da palavra PERDOADOR embaralhadas para que as crianças descubram.) Sim, Deus é Perdoador!
Todos nós fazemos coisas erradas. A Bíblia diz que todos os pecados ou más ações têm que ser castigados. Já aprendemos que Jesus Cristo, o Filho de Deus, morreu na cruz para sofrer o castigo por nossos pecados.
Quando confiamos em Cristo como nosso Salvador, Deus perdoa os nossos pecados por causa de Jesus, e nos tornamos Seus filhos.
Embora sendo filhos de Deus e querendo agradá-Lo às vezes pecamos. Jesus quer que saibamos que quando nos arrependemos de nossos pecamos e decidimos abandoná-los, Deus nos perdoa, como o pai da história que perdoou o seu filho.

Sugestões para esta Lição
*Para a Lição – Bíblica prepare as letras que formam a palavra P-E-R-D-O-A-D-O-R.
* Prepare um cartaz em cartolina, ou mesmo um mini-cartaz em folha A4 com o versículo do dia.
*Você poderá utilizar os desenhos que se encontram no anexo para preparar fantoches para contar esta História-Bíblica. Leve-os a Xérox, os Amplie para o tamanho da folha de A4, pinte-os, cole em cartolina e depois cole palito de picolé ou churrasco para segurar.

TEMA: Deus é Bom
TEXTO-BÍBLICO: Êxodo 16
VERSÍCULO DO DIA: “Provai e vede que o Senhor é bom; feliz o homem que Nele confia.” Salmo 34.8
OBJETIVOS DA LIÇÃO: Ensinar sobre a bondade e o cuidado que Deus tem para com a nossa vida.


INTRODUÇÃO
Quantas lições maravilhosas estudamos sobre o nosso Deus neste mês!
Quem se lembra de alguma das histórias que aprendemos e gostaria de comentar levante o dedo.
(Com 1 visual relacionado a cada lição anterior faça uma breve recapitulação de tudo o que já foi ensinado.)
DESENVOLVIMENTO Deus mandou Moisés ser o líder do povo de Israel quando este saiu do Egito em direção a terra em que iriam morar, a terra prometida, Canaã.
Durante a caminhada em direção a terra prometida por Deus, o povo aprendeu grandes lições sobre o cuidado de Deus.
Após alguns dias de caminhada no deserto o povo começava a ficar cansado e para piorar aconteceu algo que deixou o povo desesperado: a comida havia acabado e ali no deserto não havia nenhum lugar onde eles pudessem comprar comida. E agora? O que eles vão fazer?
Então, todos os israelitas começaram a reclamar contra Moisés e Arão, dizendo assim:
— Teria sido melhor que o SENHOR tivesse nos matado no Egito! Lá, nós podíamos pelo menos nos sentar e comer carne e outras comidas à vontade. Vocês nos trouxeram para este deserto a fim de matar de fome toda esta multidão. Aquele povo já tinha visto o poder de Deus, quando o Senhor abriu o Mar Vermelho para que eles atravessassem em terra seca e pudessem chegar do outro lado em segurança.
Mas, eles ainda não tinham aprendido a confiar em Deus. Mesmo assim, o Senhor tinha um plano especial para suas vidas.
Deus falou com Moisés que havia ouvido as reclamações dos israelitas, e que daria comida para reconhecerem o Seu poder.
À tarde, apareceu um grande bando de codornas e eles podiam pegá-las como alimento.
Deus falou, também para Moisés, que de manhã mandaria o pão do céu.
Na manhã, seguinte, havia sementes sobre a areia do deserto. Era o cereal do céu, o qual o povo chamou de maná. O maná era uma semente branca, que o povo podia moer e com a farinha fazer pães, bolos, massas, como faziam com o trigo. Só que o maná era muito mais gostoso e nutritivo, tinha gosto de mel. Quem aqui já comeu pão-de-mel?
Deus mandou o maná, e cada um deveria pegar a quantidade necessária para alimentar a sua família; não deveria ser guardado para o outro dia.
Os israelitas pegaram o maná e, depois, mediram a quantidade certa. Aconteceu que os que haviam pegado muito, não tinham demais, e não faltava nada para os que haviam pegado pouco.
Mas, alguns não obedeceram à ordem de Deus, e guardaram um pouco de maná para o dia seguinte. Sabem o que aconteceu? O maná que havia sido guardado estragou, ficou cheio de bichos e cheirava mal. Moisés ficou muito irritado com eles.
Todas as manhãs cada um pegava o necessário para comer naquele dia, pois o calor do sol derretia o que ficava no chão.
Na sexta - feira pegaram o dobro. Os líderes do povo foram e contaram a Moisés o que estava acontecendo.
E Moisés lhes disse:
— Amanhã é dia de descanso, o sábado santo, separado para Deus, o SENHOR. Por isso o SENHOR deu a seguinte ordem: “Os que quiserem assar esse alimento no forno, que assem; e os que quiserem cozinhar, que cozinhem. E guardem para o dia seguinte o que sobrar.” Conforme a ordem de Moisés, todos guardaram para o dia seguinte o que havia sobrado. E não cheirou mal, nem criou bicho.
Moisés disse:
— Comam isto hoje, pois é sábado, o dia de descanso separado para Deus, o SENHOR. Neste dia vocês não acharão no campo nada de comer. Recolham esse alimento durante seis dias; porém no sétimo dia, que é o dia de descanso, não haverá alimento no chão. No sétimo dia algumas pessoas saíram para pegar o alimento, porém não acharam nada.
Então o SENHOR Deus disse a Moisés:
— Até quando vocês vão desobedecer às minhas ordens e às minhas leis? Lembrem que eu, o SENHOR, dei a vocês um dia de descanso e foi por isso que no sexto dia eu lhes dei alimento para dois dias. No sétimo dia fiquem todos onde estiverem; ninguém deverá sair de casa. Assim, o povo não trabalhou no sétimo dia.
Durante quarenta anos os israelitas tiveram maná para comer, até que chegaram a uma terra habitada, isto é, até que chegaram à fronteira de Canaã.

CONCLUSÃO A caminhada do povo hebreu durante quarenta anos recebendo sempre do Senhor Deus o que era necessário é uma das maiores provas de que Deus é (mostre as letras que formam a palavra BOM, desta vez eles descobrirão bem rapidinho!) Bom!
Por vezes até reclamamos, assim como os hebreus fizeram, mas devemos ter a firme confiança de que o nosso Deus sabe de tudo o que precisamos, antes mesmo que sintamos falta de algo. O Senhor nos dá “muito além daquilo que pedimos ou pensamos”. (Efésios 3.20) O Senhor é Bom, e do mesmo modo que não deixou os hebreus morrerem de fome, está do nosso lado, providenciando tudo o que necessitamos.

Sugestões para esta Lição *Para a Lição – Bíblica prepare as letras que formam a palavra B-O-M.
*Prepare um cartaz em cartolina, ou mesmo um mini-cartaz em folha A4 com o versículo do dia.
*Sendo esta a última lição deste mês e com um tema tão sugestivo, que tal trazer bolas coloridas, louvores animados para fazer uma pequena Festa com as crianças. Vamos combinar com os responsáveis de cada pequenino durante o mês para que cada um
traga algo especial para o lanche deste dia e colabore nesta comemoração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua Visita ao meu blog!
Se o seu comentário necessita de resposta deixe seu e-mail para que eu possa lhe retornar.
"..., mas aqueles que buscam ao Senhor de nada têm falta."
Salmo 34.10b

POSTAGENS MAIS VISITADAS